segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Escambo

Ofereço a ti minha mão mais alva e macia
Meu carinho mais puro e verdadeiro
Minha preocupação, de todas, a mais sincera.
Entretando, tu rejeitas tudo quanto te entrego
E afasta-me de ti cada vez mais.
Tal cachorro enxotado, vou vagando por aí.
Espero um afago que me parece incorrespondido
Uma despedida mais carinhosa,
Palavras mais verdadeiras.
Estaria exigindo demais de alguém
Que encostou os lábios nos meus,
Durante eternos minutos?
Mas não há de ser sempre assim.
Não te preocupes, que tudo isto mudará.
Espero ainda me libertar das correntes da retribuição,
De esperar amor em troca daquele que dou.
Darei uma nova chance a meu coração
Para que recupere-se da última pessoa que amou.

Um comentário:

b-kaixao disse...

Desculpe, mas tenho que falar isso:

FODÁSTICO!