sábado, 26 de setembro de 2009

Abril de 2009. Não publiquei, achei no baú, agora publico porque não me dói mais. Pelo menos não do jeito que doia antes...

Se eu lhe escolhi, foi erro meu: não poderia ter sido leviana dessa maneira.
Então não é problema seu se eu chorar a noite inteira
Procurando seus braços na escuridão, tentando ouvir as batidas do seu coração.
Eu tento tirar o melhor de mim no pior de você, mas nada funciona, vivo numa maratona contra o tempo que passa lento, sem piedade.
Um amor de verdade não começa dessa forma, não deforma o coração de quem ama
Não leva a melhor amiga pra cama, não foge dos problemas a se enfrentar.
Seria você homem o bastante para um dia vir a me amar?

Um comentário:

Fernando disse...

A frase final é ótima.
Mulheres de verdade exigem reciprocidade.