terça-feira, 15 de setembro de 2009

(c)Oração

Eu ouvi D'us
na reza do almoço.
Eu encarei D'us
num homem de carne e osso.
Eu vi D'us
pregado e de madeira.
Eu senti D'us
mas era brincadeira.
Eu li D'us
louvado no papel.
Eu marquei D'us
numa nuvem alta do céu.
Eu precisei de D'us
para não me suicidar.
Eu chamei por Seu nome,
pedi para me abençoar.

Creio que Ele me ouviu...

Senti D'us ao escrever poesia.
Não peço mais nada.
Somente ajudai-me a multiplicar os versos.

Amén.

3 comentários:

b-kaixao disse...

Certamente isso se tornará a reza dos poetas!

Gabriel Pinto disse...

amém!

Fernando disse...

Deus multiplicou tanto seus versos que peço desculpas por não conseguir ler todos os poemas.

Você é impossível. :)

beijo