domingo, 27 de dezembro de 2009

Poemas de Breno

Remetente:
Breno - www.b-kaixao.blogspot.com


com destinatária escondida...

"Se for mesmo por conta da alma
Que permaneço vivo - Ela vive
Da carne e dos seres que me cercam.
Morre se há descaso.
Logo definho no esquecimento.
Talvez em parte eu seja assim,
Alguém que vive do sabor passado,
E de amores enlatados."

"Juntei os pertences no vazio da mesa.
Tempo apenas para compreender o silêncio do dia.
No rosto, um olhar sonolento.
Fui torto, pensando migalhas.
Tedioso relógio guia a hora fazendo de
Pensamentos – poesias mal terminadas
Por interrupções vadias.
Para a salvação, quebrando a rotina
Encontrar um amigo que mal se via.
Ouvir jazz, entornar birita, recolher
Do chão a rota desconhecida.
No bolso, pequenos rascunhos do dia.
Cantos e versos a uma mulher
Que amo escondido."

"Essa menina que só aparece os pedaços...
Um dia é o olho, outro dia a boca...
Vou juntar as fotos pra te fazer completa."

3 comentários:

Antônio Sozinho disse...

to comentando aqui de itapipoca pra dizer que esse cabra é bom!

Breno Peres disse...

to comentando aqui de Goiânia (to viajando huhuhu) pra dizer que você postou varios fragmentos. Pensei que ia colocar apenas o primeiro huhuhu.

Beijo.

Fernando disse...

Ele ainda diz que quer escrever como eu.
Humildade sempre.

beijo