quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Obra-prima

Escrevi um poema muito ruim, esta tarde.
Amassei-o e o joguei no lixo.
Quando aproximei-me deste
para ver aquele
simplesmente não o achei.

O lixo e o meu poema eram um só...
Não havia diferença.

2 comentários:

Fernando disse...

Alguém aqui tem que parar de escrever tanto para dar tempo dos leitores acompanharem o ritmo.

beijo

Carlos Eduardo Mélo disse...

Já me deparei com esse problema. Só não consegui reproduzir com tal magia.