segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Toada

A corda mais aguda do meu violão
vibrava para soar a nota E(mi).

Hoje a tarde ela estorou.

Paciência...
Não sei em que casa ou tom.

Agora, só ouço o pesado som
da sua ausência.

Mas a vida é feita dessas coisas:
um dia a corda estoura,
machuca um pouco,
mas dá pra tocar a vida
e o violão
com as outras cordas.

Ser sem você
é viver além.

3 comentários:

Breno Peres disse...

Um dia chego nesse nível.

=*

Antônio Sozinho disse...

é, mas as referências são totalmente outras...

Fernando disse...

"Ser sem você
é viver além."

Isso é típico de quem está na Academia Brasileira de Letras