terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Por uma longa noite de sono

Parecia ter ficado acordada a noite inteira.

Seus olhos pesados denunciavam a vontade de dormir.
Queria mesmo uma varinha de condão para tirar os pensamentos de sua cabeça.
Como nos filmes de magia. Naquelas cenas da fada e do bruxo.
Mas só lembrava as palavras complicadas de Biologia. Desconexas, sem sentido.
Soltas, navegavam em seu cérebro procurando aportar.
Ela acordaria amanhã;
Vestiria o mesmo traje;
Por-se-ia para fora de casa;
Desejando que o dia passasse rapidamente.

Parecia ter ficado acordada a vida inteira.

Um comentário:

Daniela Patrício disse...

Eu tenho essa sensação tds os dias!!
Tenho uma insônia cruel e msm com uns remédios q eu tomo, sempre me pego acordada no silêncio da noite, sem conseguir parar de pensar nos problemas, q de madrugada tomam uma proporção gigantesca...=/