sexta-feira, 28 de março de 2008

A faca e a maçã

Escreva poemas como se estivesses cosendo um raro tecido.
Nada acrescenta de supérfluo. A poesia é bela quando pura.
Quando branca e espontânea.
Os versos encaixar-se-ão sorrateiramente - e estarás fazendo uma poesia.
Poesiar a vida, prosear os sentimentos e versificar as emoções.
Sê um poeta cuidadoso.
Manipula o teu sentimento com cuidado, pois terás em tuas mãos faca e maçã.
Por mais que a faca fôra feita para machucar a maçã que fornece o alimento, nunca esqueça-te de que a maçã já foi o fruto do pecado.
Escreva livremente.
Sê verdadeiro.
Sê livre.
Logo entenderás o mal de que padecem os poetas: mesmo que morassem numa bela praia; mesmo que tivessem a mais bela esposa; mesmo que fossem saudáveis e abastados, sempre seriam infelizes.
Porque?
Ora, porque são poetas.
Fazer poesia é castigo e fortuna, é maldição e dom.
O trabalho de um poeta nunca acaba. Nunca!

3 comentários:

b-kaixao disse...

É apesar das minhas poesias não serem tão poesias quanto as suas... Eu lhe entendo.


Beijo =*

ivanespaulo disse...

...e os poetas que não sabem também os são ao entender o que foi dito em meias palavras, em metáforas e até o que não foi dito! Pq? porque sentem!

Lindo o que escreveste... beijos

Daniela Patrício disse...

O bom é poder dividir esse "fardo" com alguém como vc e saber q está fazendo o mesmo!
Lindo!

beijos