quarta-feira, 29 de abril de 2009

Telegrama

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

25ºC na cidade de São Paulo
15h da tarde
56 minutos
vai saber quantos segundos...
a passagem ainda custa 2.30
aquele café deve estar por 1 real
o moço da banca faz 3 pelo jornal.

7 dias por semana
30 dias por mês
365 dias por ano
seu aniversário cai em setembro
numa quinta, se bem me lembro.

ainda não vi alguém com seu nome
você sempre me some
deixa meu coração batendo só,
a dor da sua ausência eu sei de cor,
desde 2006.

eu fico com a farmácia 24h
preciso tirar minha pressão
antes que ela decida sair sozinha,
pobrezinha.

vê se manda um oi
a gente mora na mesma cidade
para com essa vaidade
de ser mais velho e mais experiente
larga a mão de ser exigente
acho que já passou da idade...

até mais,
vê se volta
ou então
se me solta
o coração.

estou partindo, levo sua foto,
mas deixo o resto para trás.
você não sabe a falta que me faz...

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Um comentário:

b-kaixao disse...

"a dor da sua ausência eu sei de cor,
desde 2006.

[...]

você não sabe a falta que me faz..."

Quando crescer quero escrever que nem você.


=*